Introdução

A partir de Agosto de 2020, o Centro de Ensino e Formação Bilingue Chinês-Português (CPC) do Departamento de Português da Faculdade de Artes e Humanidades realizará uma série de eventos bilingues temáticos. Os temas serão desenvolvidos em formatos vários e abrangem temas e questões tão diversas como Certificação em PLE, histórias clássicas chinesas e portuguesas, poetas chineses e portugueses, 24 Períodos Solares Chineses, vinho do Porto e chá chinês , azulejaria e porcelana, fado, Clássico de Poesia, entre muitas outras. Esta série de eventos a realizar mensalmente pelo CPC é dedicada à introdução e ao desenvolvimento de aspectos culturais chineses e portugueses, de modo a promover o estudo e o intercâmbio cultural entre a China e os países de língua portuguesa.

[SETEMBRO 2020] Perguntas e Respostas (Q&A) com o Professor José Pascoal: Exames do CAPLE-ULisboa

Os exames do CAPLE-ULisboa constituem o Sistema de Avaliação e Certificação de Português Língua Estrangeira e certificam a competência comunicativa geral em língua portuguesa de falantes jovens e adultos para quem o português é língua estrangeira.

Tendo como objetivo promover a formação bilingue chinês-português e o desenvolvimento do ensino do português, o Centro de Ensino e Formação Bilingue Chinês-Português (CPC) da Universidade de Macau convidou o co-fundador do CAPLE-ULisboa, professor José Lino Pascoal, para conduzir um webinar em que dá respostas às perguntas levantadas pelos participantes a respeito dos exames do CAPLE-ULisboa. O moderador, José Lino Pascoal, foi o membro da sua direcção entre 2012 e 2019. É também redactor de materiais para exames e classificador de desempenhos orais e escritos, assim como curador e membro especialista da Association of Language Testers in Europe (ALTE).

No webinar, o professor José apresentou os exames do CAPLE-ULisboa e também respondeu a perguntas frequentes em relação aos mesmos. Para obter mais informações, por favor veja os vídeos a seguir:

Outros Recursos
CAPLE: https://caple.letras.ulisboa.pt/
IPOR: https://ipor.mo/clp/oferta-formativa/exames/exames-caple/
Referencial Camões PLE: https://www.instituto-camoes.pt/activity/centro-virtual/referencial-camoes-ple

[Agosto 2020] Introdução à produção legislativa bilingue e tradução jurídica em Macau

A produção legislativa bilingue chinês-português da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM) abrange a produção legislativa bilingue, a elaboração, a aprovação, a promulgação, a execução, a alteração e a revogação da lei, simultaneamente nas línguas chinesa e portuguesa. Os textos em qualquer uma das línguas têm o mesmo valor jurídico. Tal decorre do estipulado no artigo 9.º da Lei Básica da Região Administrativa Especial de Macau (doravante simplesmente por “Lei Básica”), que estabelece que “Além da língua chinesa, pode usar-se também a língua portuguesa nos órgãos executivo, legislativo e judiciais da Região Administrativa Especial de Macau, sendo também o português língua oficial.” Utilizam-se dois modelos na produção legislativa. Num deles são feitas simultaneamente nas duas línguas a elaboração, a aprovação, a promulgação, a execução, a alteração e a revogação das leis. Ao redigir os textos legais, o texto chinês segue o estilo da redação da língua chinesa enquanto o texto português é feito com o estilo da língua portuguesa. Durante este processo, tenta-se minimizar as diferenças entre os textos nas duas línguas. No outro modelo, usa-se uma língua primeiramente para a elaboração e aprova-se simultaneamente a sua tradução na outra língua.

Para aceder à versão completa da Introdução à produção legislativa bilingue e tradução jurídica em Macau, clique aqui.